sábado, 31 de maio de 2008

Liberdade não se busca, se vive


Acho que a droga tem o poder de fazer deixar de existir por alguns instantes. Quando se está sob o efeito dela você fica catatônico, irracional.
Mas imagino que o mais fascinante no processo seja a sensação de Liberdade que ela proporciona. Uma Liberdade intensa, na qual nem ao menos se tem controle sobre os próprios atos, pensamentos, concepções.
E por falar nisso, é estranha essa relação paradoxal que eu estabeleci com a tal Liberdade: obssessiva. O paradoxo está justamente no fato de que minha compulsiva e, por vezes, irresponsável busca por ela me aprisiona, me poda.
Eu mesma limito minha experiência libertária quando a procuro com certo desespero.
Liberdade não rima com ansiedade. Rima com paz, com tranqüilidade.

8 comentários:

Meggy Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula disse...

@=D ... Libertar o "espírito", eu sei que a frase é clichê, mas finalmente eu consigo entender de fato o que ela significa, as pessoas vivem repetindo mas não sei se entendem e vivenciam a manjada liberdade de espírito...
Vamos ver se vc concorda... Acho que estar bem consigo próprio, ou seja usar a prória vida como parâmetro pela busca do melhor que podemos ser para nós mesmos é um possível caminho a fim de se livrar da sensação de estar preso, eu quero dizer preso em si mesmo, preso às vontades e objetivos alheios... Resumindo a elocubração eu concordo com vc ... @=)

Meggy Araújo disse...

Oi Vivi!
Obrigada pelo elogio, fica convidada a visitá-lo quando puder.

bjs

Meggy A.

Marina disse...

Vivi, minha linda...amei o blog, os textos, adoro te ouvir falar, escrevendo então, é um prazer imenso. E, sobre esse último post, você só será livre de verdade a partir do momento que se livrar das suas ansiedades. Difícil hein?hehehe....desculpa a demora! mas adorei! =)
Prima linda! beijo enorme!

sarah germano disse...

não diga que nunca visitei seu blog,
chega de brigar comigo!
acho muito interessante seu jeito de analisar a vida!
abraços querida!

Maria Clara Moraes disse...

lindo post vivi!
já ate escrevi sobre esse tema uma vez... liberdade é mesmo foda... e eh engraçado como o ser humano vive a vida toda atras desses conceitos abstratos tao dificeis de se enteder... felicidade, liberdade, amor... afee... criaturas mais complexas não é? mandou muito bem meu amor!
to adorando... quero mais vivi!!!

Ricupero disse...

Vivi adorei seu blog!!vc consegue mostrar mto bem a pessoa q vc é pela sua escrita e pelo q vc fala...
Sobre seu último post, pode falar q sou careta, mas como vc mesmo afirmou, a liberdade da qual vc fala te liberta no psicológico, enquanto te aprisiona no físico.
Bjão, se cuida!

Gabriel Leão disse...

Sim a droga é gostosa, mas temos que olhar também os danos que ela causa pra uma sociedade. Não falo de dependencia, pq até cachaça dá nisso, mas crime organizado.

Não estou aqui para dar lição de moral, pois creio que a erva já devia ter sido legalizada... agora devemos sempre olhar os dois lados.